19/02/2015

​​​SESI/PE premiado​ no Gran Prix SENAI de Inovação

Imagine quanto acidentes poderiam ser evitados na indústria se o trabalhador, ao acionar uma máquina, fosse informado sobre todos os equipamentos de proteção individual necessários para realizar aquela atividade?  Pois a solução inovadora está prestes a virar realidade.  "Em breve, o aplicativo estará à disposição do mercado e, com certeza, contribuirá para um ambiente mais seguro na indústria", afirmou a Engenheira de Segurança do Trabalho do SESI/PE, Flávia Távora, integrante do grupo responsável pelo projeto "Tô de Olho", premiado no Gran Prix SENAI de Inovação.

O evento foi realizado no final de 2014, em São Paulo, e contou com a participação de 36 competidores, entre alunos e designers do SENAI, profissionais do SESI, alunos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e da Universidade de Brasília (UnB), bolsistas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq), e representantes de startups da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Agência de Inovação do Reino Unido (Innovate UK). Pela primeira vez, o SESI atuou como correalizador do Gran Prix, promovido pelo SENAI desde 2013.

Durante 72h, os competidores (divididos em seis grupos) elaboraram 286 ideias inovadoras, sendo que três delas foram premiadas. O primeiro lugar ficou para a "Chupeta Termo PIPO", que mede a temperatura da criança e envia informações ao celular dos pais. A segunda colocada propôs a utilização da escama de peixe como filtro de resíduos da indústria frigorífica. Já o aplicativo de segurança "Tô de olho", voltado às máquinas CNC, muito comuns no chão de fábrica, levou o terceiro lugar.  Os projetos vencedores receberam R$ 300 mil pré-aprovados dentro do Edital SENAI SESI de Inovação para desenvolver os produtos. O prazo é de dois anos. ​

Inovar é simples

"As pessoas ainda tendem a encarar a inovação como algo complicado, longe do nosso dia a dia. Na verdade, inovar é algo simples. Todos temos boas ideias e podemos fazer a diferença, melhorar processos", disse Távora, acrescentando que representar o SESI/PE no evento foi uma oportunidade ímpar. "Toda a equipe de Qualidade de Vida da entidade é vitoriosa. Mesmo à distância, trocamos ideias e conhecimento para chegar ao resultado final do aplicativo. Foi, de fato, um trabalho em conjunto", completou.

 Além do aplicativo de segurança "Tô de olho", a equipe Urucum Design elaborou mais 21 ideais sobre os temas propostos no evento:  uso racional de água, energia renovável, segurança no trabalho e reaproveitamento de resíduos sólidos. Todas estão cadastradas no "Banco de Ideias", disponibilizado na página do GP SENAI​, e podem vir a ser desenvolvidas.

 Também integraram o grupo Urucum Design o engenheiro da Rede SENAI de Design, Renato Bernardi; a aluna do SENAI Inova e técnica em informática e eletrônica, Hadênia Ferreira; o bolsista do CNPq e historiador, Fernando Ataíde; o engenheiro mecânico e pós-graduado do ITA, Herielton Bettini; e o empreendedor Alysson Queiroz.