12/09/2019

​Um projeto inovador que oferta um currículo integrado por áreas de conhecimento ao invés de disciplinas específicas, e inclui formação técnica que possibilitará aos jovens iniciarem mais cedo a vida profissional. Essa é a proposta do Novo Ensino Médio do SESI-PE, que disponibilizará 160 vagas para estudantes cursarem, gratuitamente, o Ensino Médio e um curso técnico em Eletrotécnica, simultaneamente, no SENAI Ipojuca.

A seleção será realizada por meio de um edital público, que será aberto em outubro. Serão aplicadas provas de Língua Português e Matemática, com 10 questões de múltipla escolha cada. Para concorrer à vaga, o candidato deve cursando o último ano do Ensino Fundamental, ser dependente de trabalhador da indústria do Estado e ter no máximo 17 anos completos até 31 de dezembro de 2019.

Conforme determinação da organização curricular da Base Nacional Comum Curricular, a nova metodologia será composta pelas áreas de conhecimento Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e itinerários de formação técnica e profissional. Os alunos serão avaliados pelo desenvolvimento de competências e habilidades. No caso do SESI/SENAI Ipojuca, o foco será exclusivamente na formação técnica em Eletrotécnica.

As populações dos munícipios de Ipojuca e do Cabo de Santo Agostinho foram estrategicamente escolhidas porque viveram a época de ouro dos empregos do Complexo Industrial Portuário de Suape, mas hoje amargam altos índices de desemprego: só de janeiro a julho deste ano, foram desligadas mais de 7 mil pessoas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

Para a superintendente do SESI-PE, Cláudia Cartaxo, o Novo Ensino Médio é uma boa oportunidade para quem deseja se inserir no mercado de trabalho e driblar uma concorrência cada vez mais acirrada. "É ideal para os moradores das regiões se capacitarem, pois, quando a região voltar a gerar novos postos de trabalho, elas estarão preparadas para atuar no setor industrial", comentou.

O Novo Ensino Médio também contribuirá na formação de cidadãos com capacidade de pensar de forma crítica diante dos desafios do mundo corporativo e poderá ser difundido como um projeto educacional para os sistemas públicos de educação. "O projeto será possível através de um acordo de cooperação técnica firmado entre o SESI-PE e o SENAI-PE. As aulas serão ministradas em um ambiente escolar moderno, com laboratórios recém-inaugurados, em uma área de, aproximadamente, 7,5 mil metros quadrados. Ao final do curso, todos receberão certificado de Técnico em Eletrotécnica. Temos a certeza que a iniciativa ajudará na formação de profissionais qualificados para atuar no setor produtivo, ajudando a impulsionar o crescimento da competitividade das indústrias", destacou Cartaxo.