07/03/2016

SESI/PE arregimenta 18 mil agentes contra o mosquito Aedes Aegypti


Pernambuco ganhou, na sexta-feira (4), um reforço de cerca de 18 mil pessoas na luta contra o mosquito Aedes Aegypti. Os novos agentes são os alunos dos Ensinos Fundamental e Médio das escolas do Serviço Social da Indústria (SESI/PE), os pais e responsáveis deles, que entraram na luta contra o inseto na Mobilização Nacional, promovida pelo Sistema Indústria. A programação, que ocorreu simultaneamente nas escolas do SESI e SENAI de todo o país, serviu para esclarecer dúvidas e mostrar como é fácil combater o mosquito transmissor da dengue, a febre chikungunya e o vírus zika se todos colaborarem.

As atividades interdisciplinares que as escolas do SESI/PE já vinham desenvolvendo com os alunos para informar como prevenir as doenças (dengue, chikungunya e zika) e eliminar o mosquito foram enriquecidas pelas palestras ministradas por professores e técnicos de Saúde e Segurança do Trabalho da entidade na Mobilização Nacional. Já as esquetes teatrais realizadas nas unidades Vasco da Gama e Moreno, na Região Metropolitana do Recife, encantaram o público que percebeu a importância de colocar em prática os conhecimentos tão difundidos na atualidade.

"O SESI está de parabéns por essa iniciativa de envolver os alunos e sua família na busca pela solução desse problema. Para mim, descobrir que existe um aplicativo, que pode registrar um foco do mosquito e enviar a foto para a prefeitura foi muito importante, pois recentemente descobri um foco na barreira que fica na minha rua e estava sem saber como chamar as autoridades", afirma Jaqueline Gomes, tia das alunas do 6º A do SESI Vasco da Gama, Catarina e Mariah Delmais, de 10 e 11 anos, respectivamente. Ela se referiu ao aplicativo para smartphones Androids, Sem Dengue, mencionado na palestra que ocorreu na unidade.

"Já eu descobri quais são os mitos e as verdades sobre o moquito e aprendi como proteger a minha família das doenças transmitidas por ele", contou o aluno do 6º A do SESI Vasco da Gama, Herbet Viana, de 10 anos, lembrando que a mãe e o irmão já foram vítimas do mosquito.

O superintendente da instituição, Ernane Aguiar, destacou que a campanha de prevenção não terminou na sexta. "Este foi um momento de chamar a atenção da sociedade e municiar nossos alunos e seus responsáveis para vencer o mosquito, mas daremos continuidade a campanha de esclarecimento nas indústrias do Estado, como já estamos fazendo desde o final de fevereiro, e nas atividades interdisciplinares em nossas escolas. Esse é um compromisso do SESI com a sociedade", ressalta Aguiar. O superintendente exemplifica que há unidades que estão ensinando como os alunos devem confeccionar e utilizar repelentes naturais, verificar e eliminar os focos do mosquitos. Há também estudantes e colaboradores do SESI/PE que têm distribuído folhetos e cartazes com medidas simples, mas efetivas, para a prevenção de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti.

Indústrias - Empresas interessadas em contratar palestras de saúde ou as esquetes teatrais do SESI, podem entrar em contato com a entidade pelo (81)3412-8330, relacionamento@pe.sesi.org.br ou na unidade mais próxima (confira os contatos aqui).​