11/12/2018

Alunos do projeto Justiça Libertadora, idealizado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) receberam seus diplomas de conclusão do curso de Informática Básica, na manhã desta terça-feira (11/12). O evento foi bastante prestigiado e contou com a participação do presidente do TJPE, Adalberto Melo, do desembargador Leopoldo Raposo e do superintendente do SESI-PE, Nilo Simões. Ao todo, 26 alunos foram certificados.

Reforçando o papel de formação cidadã do Justiça Libertadora, o superintendente do SESI-PE, Nilo Simões, destacou a importância da parceria com o Tribunal para dar início ao projeto e explicou aos alunos a necessidade da atividade e como a ação poderá ajudá-los a contribuir para uma sociedade mais justa e solidária. "A educação é a base de tudo. Com ela, podemos exercer a profissão que quisermos para irmos cada vez mais longe", explicou.

Na oportunidade, o desembargador Leopoldo Raposo frisou que a ação social está oportunizando jovens de comunidade de baixa renda a adquirir conhecimento. "A nossa sociedade é caracterizada por grandes injustiças sociais, e esses jovens, através do conhecimento, poderão ser protagonistas de mudanças sociais", afirmou. ​

Sucesso, o projeto atende jovens de três escolas localizadas na Comunidade do Coque, no Recife, em salas instaladas no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano.