02/12/2013

Festival SESI Música reconhece talentos da capital e interior do Estado​


Em sua quinta edição, o Festival SESI Música conseguiu se consolidar como vitrine dos talentos musicais da indústria. Com participação recorde de 74 empresas, o evento reuniu mais de 500 pessoas no sábado (30), no auditório da Casa da Indústria, no Recife.

Na abertura do evento, o presidente da FIEPE e diretor regional do SESI, Jorge Côrte Real, disse que "o Festival não é somente um concurso musical, mas também um momento de confraternização entre os trabalhadores, de troca de experiências, e uma grande oportunidade das empresas praticarem a Responsabilidade Social Empresarial".

No palco, o nível dos 20 finalistas impressionou jurados e público.  "Estou impressionada com a desenvoltura dos participantes, mesmo sem grandes técnicas. O SESI está de parabéns na escolha e acompanhamento musical", disse a cantora e produtora musical Laura Finocchiaro, jurada no Festival, que teve ainda no júri o cantor Maciel Melo, o produtor do Abril pro Rock, Paulo André, a cantora Karina Spinnelli, o maestro Spok e o coordenador do departamento de música da UFPE, Mauro Maibrada.   Entre as apresentações e o resultado final, os artistas do júri subiram ao palco para fazer uma homenagem ao centenário de Vinicius de Morais, interpretando sucessos do compositor e cantor.

O primeiro lugar na categoria composição inédita, Sérgio Mafra, trabalhador dos Correios de Petrolina, ficou emocionado com a conquista. "Essa seria minha última tentativa no Festival, estava desanimado, achando que minhas composições não eram tão boas quanto as dos outros concorrentes. Mas minha mãe foi minha grande incentivadora e me disse pra não desistir. Estou tomando emprestado esse prêmio, ano que vem é de vocês", falou emocionado ao receber ao premiação.

O vencedor da categoria Interpretação foi o trabalhador João Paulo Lima, da empresa Moinhos Cruzeiro do Sul, de Olinda.  Nos segundos e terceiros lugares,  Lúcio Pessoa, da Unilever Brasil Nordeste (composição inédita) e Juliana Nery, da Copergás (interpretação),  e Tony Morato, da Futura Etiquetas (composição) e Alice França, da Akzonobel LTDA (interpretação). Este ano, os finalistas gravaram um CD promocional do evento e a premiação foi um troféu e o valor de 4 mil, 3 mil e 2 mil reais, respectivamente.