16/11/2016

Estudantes do SESI/PE se destacam na XXII Ciência Jovem


Os alunos do SESI/PE mostraram que são bons em Ciências. A equipe de Araripina conquistou o 3º lugar e o time de Paulista ficou com a 4ª colocação, ambos na categoria Incentivo à Pesquisa da XXII Ciência Jovem, feira internacional promovida pelo Espaço Ciência, que aconteceu entre os dias 9 e 11 deste mês, no Paço Alfândega. Além desses, mais quatro trabalhos da Unidade de Araripina e do Vasco da Gama participaram da final do evento, após terem concorrido com outras 550 pesquisas de estudantes de todos os estados do Brasil e alguns países da América Latina, como México e Paraguai. O evento foi prestigiado por 10 mil visitantes.

O grupo de Araripina ganhou o bronze com a pesquisa sobre macaúba, uma planta da região, como alternativa para resolver o problema da fome dos animais no período de estiagem. Devido à importância da temática, a equipe também ganhou um passaporte para representar Pernambuco na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) 2017, promovida pela Universidade de São Paulo, de 20 a 24 de março. Há dois anos, outra equipe de Araripina recebeu a prata na Ciência Jovem com uma pesquisa na área de paleontologia chamada Tesouros de Araxá, que abordou as descobertas de fósseis no sertão do Araripe.

Já os alunos de Paulista alcançaram o reconhecimento com seu trabalho sobre a história, importância e popularização do microscópio. Com ele, os estudantes garantiram vaga na Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia (Fenecit), que ocorrerá em Recife.

“É uma grande satisfação verificar que nossos alunos não apenas estão se interessando pelas Ciências, como também estão produzindo pesquisas de relevância. Acreditamos que tudo isso é fruto do trabalho da nossa equipe pedagógica e da Rede SESI que têm se esmerado em desenvolver o espírito científico deles com foco na preparação da futura mão de obra para a indústria”, afirma o gerente da Unidade de Educação do SESI/PE, Michael Groarke. Lembrando ainda o caso do aluno do 3º ano do Ensino Médio da Unidade de Paulista, Cleyson Duarte, que foi enviado pela entidade para o curso de verão de Ciências Ambientais da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, considerada a segunda melhor do mundo, após ter sido aprovado em uma seleção com estudantes de vários países.