09/10/2019

​​A equipe Gadget Racing Team (GRT), do SESI Goiana, doou mais de 500 brinquedos para cerca de 70 crianças, adolescentes e jovens do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), durante a festa de Dia das Crianças da instituição filantrópica, realizada nesta quarta-feira (9). A ação social faz parte do campeonato F1 In Schools, no qual os participantes têm a missão de promover projetos sociais, além de criar uma empresa que funcionará como uma escuderia de Fórmula 1.

Os donativos – entre jogos de tabuleiro, livros, bonecas e carrinhos – foram arrecadados em uma gincana promovida entre as turmas do SESI Goiana e distribuídos para pacientes de 4 a 22 anos do HCP. O evento também contou com a participação de ONGs, escolas públicas e cerca de 260 voluntários.

A GRT, formada pelos alunos do 2º ano do Ensino Médio Maria Eduarda Gomes, Júlia Cirino, Maria Cecília Rodrigues, Luis Felipe de Souza, Glauciano Rabelo, além de Lucas Lima, do 1º ano do Ensino Médio, também realizará outras doações em instituições do município de Goiana. "Nosso objetivo é realizar uma ação social por mês e a primeira foi sobre o Setembro Amarelo. Promovemos um café da manhã, na Praça João Pessoa, com cartazes motivacionais para conscientizar sobre a importância da valorização da vida. Atualmente, estamos planejando alguma atividade para o Novembro Azul", comentou o técnico da equipe, o professor Jonas Brito.

Além de promover ações sociais, o torneio F1 In Schools desafia estudantes de 40 países a criar uma escuderia, bem como projetar, modelar, construir e testar um protótipo de um carro de Fórmula 1 para disputar corridas de velocidade em uma pista de 20 metros. Os preparativos da GRT para a etapa nacional da competição, que acontecerá em março, no Rio de Janeiro, já estão a todo vapor, conforme antecipou a gerente de Marketing da equipe, Júlia Cirino. "Estamos desenhando a aerodinâmica do carro para conseguirmos trabalhar a usinagem e começar os testes de reação. A previsão é que ele esteja pronto ainda este ano para iniciarmos os treinos", disse.

Durante a disputa, os participantes serão estimulados a mostrar habilidades em ciências, tecnologia, engenharia, matemática e design, além de planejar e executar ações de marketing, buscar patrocinadores e divulgar a marca. Tudo isso utilizando recursos tecnológicos, tais como impressoras 3D e softwares de gerência de projetos, gestão, finanças, marketing e mídia. Os melhores avaliados pelos juízes da F1 In Schools serão classificados para a etapa mundial e os vencedores serão premiados com estágios na equipe da Fórmula 1.