21/05/2019

​Conhecida como a maior competição internacional de Matemática do mundo, o Concurso Canguru de Matemática divulgou os resultados do exame deste ano e estudantes de cinco unidades do SESI-PE obtiveram excelentes resultados: foram cinco medalhas de prata, 18 de bronze e 25 certificados de honra ao mérito.

O SESI Caruaru conquistou duas medalhas de prata, três de bronze e oito certificados de honra ao mérito, o SESI Araripina recebeu uma medalha de bronze e dois certificados de honra ao mérito e o SESI Goiana ganhou uma de bronze e um certificado.

Já o SESI Paulista alcançou duas medalhas de prata, cinco de bronze e quatro certificados de honra ao mérito, enquanto que o SESI Ibura obteve uma medalha de prata, oito de bronze e dez certificados. A realização da olimpíada aconteceu no dia 21 de março, e as provas objetivas do Ensino Fundamental contaram com 24 questões e as do Ensino Médio com 30 questões. Para todos os níveis, a duração do exame foi a mesma: 1 hora e 40 minutos.

Emanuel Pereira Sales, estudante do 8º ano do SESI Caruaru, foi o que obteve a maior pontuação entre os alunos do SESI-PE: 112.50. O aluno, de 12 anos, está matriculado na instituição desde o 6º ano e foi premiado com uma medalha de prata. "Foi a primeira vez que participei de uma olimpíada e a premiação me gerou surpresa e autoconfiança. Pretendo disputar outros torneios e continuar estudando exatas com foco", disse o caruaruense, que planeja fazer vestibular para Engenharia.

O professor de matemática Ítalo Gomes avaliou a conquista de Emanuel com entusiasmo. "Não é fácil ganhar medalha em campeonatos internacionais. Às vezes, o aluno é bom em cálculo, mas não é bom em raciocínio lógico. É importante unificar essas competências e nas salas de aula do SESI-PE estimulamos essa união", disse.

De acordo com o Gerente de Educação do SESI-PE, Michael Groarke, a instituição sempre incentiva a adesão dos estudantes em campeonatos nacionais e internacionais para estimular o desenvolvimento de aptidões e o interesse pela área de exatas. "O Concurso Canguru de Matemática é de suma importância pedagógica e contribui para a evolução dos nossos alunos. Muitos desses jovens optarão por carreiras ligadas às ciências, exatas e tecnologia, cujas atuações contribuirão para o fortalecimento da indústria", comenta.​​

O torneio, que conta com mais de 6 milhões de participantes por ano, avaliou participantes em 75 países, com idades entre 7 e 18 anos. O Concurso Canguru de Matemática surgiu na França e é administrada pela Associação Canguru sem Fronteiras.